Vida!

570

Postado Por Thomas Jefferson em 18/01/2013 19:18:45
Visualizações: 45002 | Comentários: 1886

O cirurgião que encontrou a Jesus NO CORAÇÃO DE UMA CRIANÇA

-Amanhã de manhã eu vou abrir o teu coração. Explicava o cirurgião para uma criança.

E a criança o interrompeu: -Você encontrará Jesus ali!

O cirurgião olhou para ela, e continuou:

-Eu vou cortar uma parede do teu coração para ver o dano completo.

-Mas quando você abrir o meu coração, encontrará Jesus lá! A criança voltou a interrompê-lo.

O cirurgião se voltou para os pais, que estavam sentados em silêncio.

-Quando eu tiver visto todo o dano causado, planejaremos o que fazer em seguida, ainda com teu coração aberto.

-Mas você encontrará Jesus em meu coração! A Bíblia diz claramente que Ele mora ali. Todos que acreditam Nele dizem que Ele vive ali...
Então você vai encontrá-lo no meu coração!

O cirurgião pensou que era suficiente e lhe explicou:

-Após a operação, te direi o que encontrei em teu coração, de acordo?

Eu tenho certeza que encontrarei músculo cardíaco danificado, baixa resposta de glóbulos vermelhos, e fraqueza nas paredes e vasos. E, além disso, eu vou concluir se posso te ajudar ou não.

-Mas você encontrará Jesus ali também! É sua casa, Ele vive ali, sempre está comigo.

O cirurgião não tolerou mais os comentários insistentes e se foi.

Em seguida, ele se sentou em seu consultório e começou a gravar seus estudos prévios para a cirurgia: Aorta danificada, veia pulmonar deteriorada, degeneração muscular cardíaca massiva. Sem possibilidades de transplante, dificilmente curável.

Terapia: analgésicos e repouso absoluto.

Prognóstico: fez uma pausa e em tom triste disse: -Morte nos primeiros anos de vida.

Então, parou o gravador.

Mas tenho algo a mais a dizer:
-Por quê? Perguntou em voz alta.

-Por que acontecer isso com ela? O Senhor a colocou aqui, nessa dor e já a havia condenado a uma morte precoce. Por quê?

De repente, Deus, nosso Criador respondeu:

O menino, minha ovelha, já não pertencerá a teu rebanho, porque ele é parte de mim e comigo estará por toda a eternidade. Aqui no céu, em meu rebanho sagrado, já não terá nenhuma dor, será consolado de uma forma inimaginável para ti ou para qualquer outra pessoa. Seus pais, um dia, se unirão com ele, conhecerão a paz e a harmonia juntos em meu reino e meu rebanho sagrado continuará crescendo.

O cirurgião começou a chorar muito, mas sentiu ainda mais raiva, não entendia as razões. E replicou:
-Tucriastes este menino, e também seu coração para quê? Para que morresse em poucos meses?

O Senhor lhe respondeu:
-Porque é tempo de regressar ao seu rebanho, sua missão na terra já se cumpriu. Há alguns anos atrás enviei uma ovelha minha com dom médico para que ajudasse a seus irmãos, mas com tantos conhecimentos na ciência se esqueceu de seu Criador.

-Então enviei outra de minhas ovelhas, o menino enfermo, não para perdê-lo, e sim para que a ovelha perdida há tanto tempo, com dotes de médico volte para mim.

Então o cirurgião chorou e chorou inconsolavelmente.

Dias depois, após a cirurgia, o médico sentou-se ao lado da cama do menino, enquanto seus pais estavam a frente do médico.
O menino acordou e murmurando rapidamente perguntou:

-Abriu meu coração?

-Sim. Disse o cirurgião.

-O que encontrou? Perguntou o menino.

Tinha razão, reencontrei Jesus ali.

Deus tem muitas maneiras diferentes para que você volte para o seu lado.
 

Postado Por Thomas Jefferson em 29/06/2012 16:33:31
Visualizações: 11298 | Comentários: 213

Você colhe o que planta ....

Certa manhã, uma mulher bem-vestida parou em frente de um homem sem-teto, que olhou para cima lentamente ... e reparou que a mulher parecia acostumada com as coisas boas da vida. O casaco era novo. Parecia que ela nunca tinha perdido uma refeição em sua vida. Seu primeiro pensamento foi: "Só quer tirar sarro de mim, como tantos outros fizeram ....”

 

"Por favor, Deixe-me sozinho!” Resmungou o homem... Para sua surpresa, a mulher continuou de pé. Ela estava sorrindo, seus dentes brancos exibidos em linhas deslumbrantes.

 

"Você está com fome?" , perguntou ela. "Não", respondeu sarcasticamente. "Acabei de voltar do jantar com o presidente .... Agora vá embora."

 

Sorriso da mulher se tornou ainda mais amplo.

 

De repente, o homem sentiu uma mão suave debaixo do braço. "O que você está fazendo, senhora?" , Perguntou o homem irritado. "Disse para deixar-me sozinho!"

 

Neste momento um policial chegou. "Existe algum problema, senhora?" Perguntou ele...

 

"Não tem problema aqui, Policial”, a mulher disse... "Eu só estou tentando ajudá-lo a ficar de pé ...” “Pode me ajudar?” O policial coçou a cabeça. "Sim, o velho João é um estorvo por aqui há anos”. “O que você quer com ele?" Perguntou o policial...

 

"Ve o restaurante ali?" , Perguntou ela. "Eu vou dar-lhe algo para comer e tirá-lo do frio por um tempo."

 

"Você, senhora, está louca?" O homem sem-teto resistiu. "Eu não quero ir para lá!” Então sentiu mãos fortes segurando os braços e levantá-lo. "Deixe-me ir, eu não fiz nada oficial ..."

 

"Não vê, esta é uma boa oportunidade para você", o oficial sussurrou em seu ouvido. Finalmente, e com alguma dificuldade, a mulher e o oficial levam João para o restaurante e o sentam a uma mesa em um canto do refeitório. Era quase quatorze horas, a maioria das pessoas já tinha comido o almoço e para jantar o grupo ainda não tinha chegado ....

 

O gerente do restaurante veio a eles e perguntou. "O que está acontecendo aqui, oficial? — O que é isso? — E este homem está em apuros?" "Esta senhora trouxe-o aqui para comer alguma coisa", respondeu o oficial.

 

"Oh! não, não aqui!" o gerente respondeu com raiva. "Ter uma pessoa como essa aqui é ruim para os negócios!”

 

 

O velho João sorriu com poucos dentes. "Senhora, eu lhe disse. Agora, você vai me deixar ir?. Eu não queria vir aqui desde o início." A mulher foi até o gerente da lanchonete e sorriu .. "O senhor está familiarizado com Harris & Associates?, empresa que fica a duas ruas daqui?

 

"Claro que eu sei", respondeu o gerente impaciente. "Eles fazem as suas reuniões semanais aqui e jantam no meu restaurante".

 

"E você ganha um monte de dinheiro fornecendo alimentos para essas reuniões semanais?" Perguntou a Sra...

 

"E o que importa para você?” — perguntou o gerente impaciente.

 

“Eu, senhor, sou Penelope Hernandez, presidente e proprietária da empresa. " — disse ela.

 

"Oh desculpe!” — disse o gerente...

 

A mulher sorriu de novo... "Eu pensei que isso poderia fazer a diferença no seu tratamento." Ela disse ao policial, que se esforçou para conter uma risada.

 

"Gostaria de fazer-nos companhia numa xícara de café ou talvez uma refeição, policial?" "Não, obrigado, senhora", respondeu esse. "Estou de plantão".

 

"Então, talvez, uma xícara de café para ir?" — disse ela.

 

"Sim, senhora. Isso seria melhor." — respondeu o policial.

 

O gerente do restaurante virou nos calcanhares como se recebesse uma ordem.

 

"Vou trazer o café para o policial imediatamente Senhora"

 

O policial observou-a de pé. E falou: "Certamente colocou-se no lugar", disse ele.

"Essa não foi minha intenção", disse a Sra. “...Acredite ou não, eu tenho uma boa razão para tudo isso. "

 

Ela se sentou à mesa em frente ao seu convidado para jantar. Ela olhou para ele ... "João, você se lembra de mim?"

 

O velho João olhou para seu rosto, no rosto dela, com seus olhos remelentos "Eu acho que sim - quero dizer, acho que é familiar."

 

"Olha João, talvez eu seja um pouco maior, mas olha-me bem," disse a Sra. .. "Talvez eu esteja mais gordinha agora ... mas quando trabalhava aqui há muitos anos atrás eu vim aqui uma vez, e por esta mesma porta entrei, morrendo de fome e frio." — Algumas lágrimas caíram por suas bochechas ..

 

"Senhora?" disse o policial, eu não podia acreditar no que estava presenciando, mesmo pensando como uma mulher como esta poderia ter passado fome.

 

"Eu tinha acabado de me formar na faculdade em minha cidade natal", disse a mulher. . "e vim para a cidade à procura de um emprego, mas não consegui encontrar nada...” Com a voz quebrantada a mulher continuou: “Quando eu tinha meus últimos centavos e entreguei meu apartamento, andava pelas ruas, sem ter onde morar, e foi em julho, estava frio e, quase morrendo de fome, quando vi este lugar e entrei, pensando numa pequena chance para conseguir algo para comer”. Com lágrimas nos olhos, a mulher continuou falando ...“João me recebeu com um sorriso.

 

“Agora eu me lembro", disse João. "Eu estava atrás do balcão de serviço. Ela se aproximou e perguntou se poderia trabalhar para comer alguma coisa."

 

"Você me disse que era contra a política da empresa." A mulher continuou.. "Então, você me fez o maior sanduíche de rosbife que já vi ... deu-me uma xícara de café, e fui para um canto para apreciar a minha refeição. Eu estava com medo que você se metesse em encrencas. Então eu olhei e vi você colocar o valor dos alimentos no caixa. Eu sabia que tudo ficaria bem. "

 

"Então você começou seu próprio negócio?" Disse o velho João.

 

"Sim encontrei um trabalho naquela mesma tarde. Eu trabalhei muito duro, e eu subi com a ajuda do meu Deus Pai. Tempos depois eu comecei meu próprio negócio, com a ajuda de Deus, ele prosperou .." Ela abriu sua bolsa e tirou um cartão. "Quando terminar aqui, eu quero que você faça uma visita ao Sr. Martinez. Ele é o diretor de pessoal da minha empresa e vai encontrar algo para você fazer nela.”

 

Ela sorriu. "Eu poderia até adiantar-lhe algo, o suficiente para que você possa comprar algumas roupas e arrumar um lugar para viver até se recuperar. Se você precisar de alguma coisa, minha porta está sempre aberta para você João."

 

Havia lágrimas nos olhos do idoso. "Como eu posso agradecer-lhe”, ele perguntou. "Não me agradeça" ela respondeu. "Deus da-lhe glória. Ele me trouxe para você."

 

Fora do restaurante, o policial e a mulher pararam e antes de ir embora ela disse: "Obrigado por toda sua ajuda!”. Em vez disso, o oficial disse: "Obrigado eu, que vi um milagre hoje, algo que eu nunca vou esquecer. E .... E obrigado pelo café. ".....

 

Que Deus te abençoe sempre e não se esqueça que quando jogamos pão sobre as águas, você nunca sabe quando ele será devolvido para você ... Deus é tão grande que pode cobrir o mundo com amor e tão pequeno para entrar em seu coração.

 

Quando Deus te leva à beira do precipício, confie nele completamente e deixe-se levar. Apenas uma outra coisa vai acontecer, ou ele segura quando você cair, ou vai te ensinar a voar!

 

Quando Deus fecha portas ninguém pode abrir e quando Deus abre portas ninguém pode fechar .. Se você precisa de Deus para abrir uma porta para você .... Compartilhe esta mensagem.

E lembre-se de ser uma bênção para os outros...

Postado Por Thomas Jefferson em 19/12/2011 12:50:04
Visualizações: 28664 | Comentários: 1879

Cenoura, Ovo ou pó de Café?

"Diz em seu coração: Não serei abalado, porque nunca me verei na adversidade." Salmos 10:6

Uma filha se queixou ao seu pai sobre sua vida e de como as coisas estavam tão difíceis para ela. Já não sabia mais o que fazer e queria desistir, estava cansada de lutar e combater, assim que um problema estava resolvido outro surgia.

Seu pai um "chef", levou-a até a cozinha dele, encheu três panelas com água e colocou, separadamente, em cada uma delas cenouras, ovos e pó de café.

Deixou que tudo fervesse durante vinte minutos, sem dizer uma palavra.

Depois retirou as cenouras, os ovos e o café e colocou-os em tigelas diferentes. Virando-se para ela, perguntou:

"Querida, o que você está vendo?"

"Cenouras, ovos e café", ela respondeu.

Ele pediu para experimentar as cenouras. Ela notou que as cenouras estavam macias.

Pediu então que pegasse um ovo e quebrasse. Ela retirou a casca e verificou que o ovo endurecera com a fervura.

Finalmente, ele pediu que tomasse um gole de café. Ela sorriu ao sentir seu aroma delicioso e perguntou humidelmente:

"O que isto significa, pai?"

Ele explicou que cada um deles havia enfrentado a mesma adversidade, a água fervendo, mas cada um reagira de maneira diferente.

A cenoura entrara forte, firme e inflexível, mas depois amolecera e se tornara frágil.

Os ovos eram frágeis, sua casca fina havia protegido o líquido interior que após a fervura tornou-se mais rijo.

O pó de café, contudo, era incomparável, havia mudado a água.

"Qual deles é você?" ele perguntou. "Quando adversidade bate a sua porta, como você responde?".
E você?

Você é como a cenoura que parece forte, mas com a dor e a adversidade você murcha, se torna frágil e perde sua força?

Será que você é como o ovo? Você teria um espírito maleável, mas depois de alguma morte, uma falência, um divórcio ou uma demissão, você se tornou mais difícil e duro? Sua casca parece a mesma, porém você está mais amargo e obstinado?

Ou será que você é como o pó de café? Ele muda a água fervente, a coisa que está trazendo a dor, para conseguir o máximo de seu sabor, a 100 graus centígrados. Quanto mais quente estiver a água, mais gostoso se torna o café.

Se você é como o pó de café, quando as coisa ficam piores, você se torna melhor e faz com que as coisas em volta de você se tornem melhores.

Como você lida com a adversidade?

Postado Por Thomas Jefferson em 26/10/2011 14:13:58
Visualizações: 22365 | Comentários: 1868

Revejas as prioridades

Um homem chegou em casa tarde do trabalho, cansado e irritado encontrou o seu filho de 5 anos esperando por ele na porta .

- "Pai, posso fazer-lhe uma pergunta?"
- "O que é?" - respondeu o homem.
- "Pai, quanto você ganha em uma hora?"
- "Isso não é da sua conta. Porque você esta perguntando uma coisa dessas?",
o homem disse agressivo.
- "Eu só quero saber . Por favor me diga, quanto você ganha em uma hora?"
- "Se você quer saber, eu ganho R$ 50 por hora."
- "Ah..." o menino respondeu, com sua cabeça para baixo.
- "Pai, pode me emprestar R$ 25,00?"
O pai estava furioso, "Essa é a única razão pela qual você me perguntou isso?
Pensa que é assim que você pode conseguir algum dinheiro para comprar um
brinquedo ou algum outro disparate? Vá direto para o seu quarto e vá para a cama.
Pense sobre o quanto você está sendo egoísta", "Eu não trabalho duramente todos os dias para tais infantilidades."

O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta.

O homem sentou e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do menino.
- Como ele ousa fazer essas perguntas só para ganhar algum dinheiro?
Após cerca de uma hora, o homem tinha se acalmado e começou a pensar.
Talvez houvesse algo que ele realmente precisava comprar com esses R$ 25,00 e ele realmente não pedia dinheiro com muita freqüência. O homem foi para a porta do quarto do menino e abriu a porta.

- "Você está dormindo, meu filho?", Ele perguntou.
- "Não pai, estou acordado", respondeu o garoto.
- "Eu estive pensando, talvez eu tenha sido muito duro com você a pouco?", afirmou o homem. "Tive um longo dia e acabei descarregando em você. Aqui estão os R$ 25 que você me pediu."

O menino se levantou sorrindo. "Oh, obrigado pai!" gritou. Então, chegando em seu travesseiro ele puxou alguns trocados amassados.
O homem viu que o menino já tinha algum dinheiro, e começou a se enfurecer novamente.
O menino lentamente contou o seu dinheiro , em seguida olhou para seu pai. - "Por que você quer mais dinheiro se você já tinha?" - Gruniu o pai.
- "Porque eu não tinha o suficiente, mas agora eu tenho", respondeu o menino.
- "Papai, eu tenho R$ 50 agora. Posso comprar uma hora do seu tempo? Por favor, chegue em casa mais cedo amanhã. Eu gostaria de jantar com você."

O pai foi destroçado...
Ele colocou seus braços em torno de seu filho, e pediu o seu perdão.

É apenas uma pequena lembrança a todos nós que trabalhamos arduamente na vida.
Não devemos deixar escorregar através dos nossos dedos o tempo sem ter passado algum desse tempo com aqueles que realmente importam para nós, os que estão perto de nossos corações.
Não se esqueça de compartilhar esses R$ 50 no valor do seu tempo com alguém que você ama.

Se morrermos amanhã, a empresa para a qual estamos trabalhando, poderá facilmente substituir-nos em uma questão de horas. Mas a família e amigos que deixamos para trás irão sentir essa perda para o resto de suas vidas.
 

Postado Por Thomas Jefferson em 10/10/2011 15:14:05
Visualizações: 10807 | Comentários: 206

Hospital Psiquiátrico

O teste da banheira.

Durante a visita a um hospital psiquiátrico, um dos visitantes perguntou ao diretor:
- Qual é o critério pelo qual vocês decidem quem precisa ser hospitalizado aqui?

O diretor respondeu:
- Nós enchemos uma banheira com água e oferecemos ao doente uma colher, um copo e um balde e pedimos que a esvazie. De acordo com a forma que ele decida realizar a missão, nós decidimos se o hospitalizamos ou não.

- Ah! Entendi. - disse o visitante. Uma pessoa normal usaria o balde, que é maior que o copo e a colher.

- Não! - respondeu o diretor - uma pessoa normal tiraria a tampa do ralo. O que o senhor prefere? Quarto particular ou enfermaria?

"As vezes a vida tem mais opções do que as que sao oferecidas, basta saber enxergá-las".
 

Postado Por Thomas Jefferson em 08/09/2011 08:46:23
Visualizações: 9892 | Comentários: 7

Carta de satanás

Ontem eu te vi quando começava o seu dia. Acordou e nem sequer orou ao seu Deus. Ou melhor, durante todo o dia você não orou, e nem lembrou de abençoar sua comida. Você é muito ingrato para com o seu Deus, e isso em você me agrada muito. Eu também gosto da enorme fraqueza que sempre demonstra no que diz respeito ao seu crescimento espiritual, em ser um cristão.

 Raramente lê a Bíblia e quando faz está cansado. Não medita no que lê, ora quase nada, além disso, muitas vezes diz palavras que não analisa. Por qualquer pretexto chega tarde ou falta ao seu culto de ensino. E o que falar de suas murmurações? Temos assistido muitos filmes juntos, sem falar nas vezes que fomos juntos ao teatro. Lembra daquele dia da tua fraqueza com aquela linda pessoa? Oh como foi bom!

Mas o mais me agrada é que você não se arrepende. E que sabe que é jovem e tem que aproveitar a vida, pensa só na carne e acredita que precisa ser salvo para a eternidade. Não há duvida você é um dos meus.

Amo as piadas vergonhosas que você conta e que também escuta. Você ri delas, eu também rio de ver um filho de Deus participando disto. O fato é que nos sentimos bem. A musica vulgar e de duplo sentido que você escuta me agrada demais. Como você sabe quais são os grupos que eu gosto de escutar? Também adoro quando murmura e se revolta contra o seu Deus.

Sinto-me feliz quando vejo você dançando e fazendo estes movimentos sensuais, eles me fascinam. Como isso me agrada!!! Você quer se encontrar comigo qualquer dia destes???

Certamente quando você está se divertindo saudavelmente, fico triste, mas sem problema, sempre haverá outra oportunidade. Tem vezes que me faz coisas incríveis, quando da mal exemplo as crianças ou quando os autoriza para perderem a sua inocência através da televisão, musicas ou coisas do gênero. Eles são tão espertos que imitam facilmente tudo o vêem. Muito obrigado.

O que mais me agrada é que poucas vezes tenho que te tentar, quase sempre cai por conta própria. Você busca os melhores momentos, se expõe as situações perigosas, me dando lugar!

Se tivesse cabeça mudaria de ambiente e de companhias; buscaria a palavra de Deus e entregaria realmente a tua vida aquele que você chama de Deus e, ainda mais, viveria o resto de seus anos sob a orientação do Espírito Santo.

Não tenho costume de enviar este tipo de mensagem, mas você é tão acomodado espiritualmente que não acredito que vá mudar nada.

Não me entenda mal, eu te odeio e não te dou a mínima. Se eu te busco é porque você me satisfaz com as tuas atitudes e faz cair em ridículo a Jesus Cristo.

Assinado Teu inimigo que te odeia: Satanás
ou como queira me chamar

Postado Por Thomas Jefferson em 24/08/2011 18:00:39
Visualizações: 10112 | Comentários: 0